Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre petrolatos, óleo mineral, parafinas...




O que não pode usar no cabelo


Oi gente! Tão boas?

Sabe que eu já havia feito um post sobre nossos produtos hidratantes pra usar no cronograma? Mas achei melhor colocar uma parte do que a técnica quer nos falar, eu disse que vinha muita coisa por ai…

Em primeiro lugar, quero e acho que devo, realmente falar dos ativos, aos poucos, vamos colocar os pingos nos “is”, já que ninguém esta entendendo nada sobre os ativos, e vamos tirar dúvidas que nos deixam de “cabelo em pé!”.

O meu cronograma vai bem e já estou louca pra contar sobre os produtinhos maravilhosos que tenho usado… 

Mas como disse, lá no Grupo do Facebook Cronograma Capilar tentamos dar dica umas as outras, mas não sabemos tudo e confesso, quisera poder ajudar com a dúvida de todas, por isso tenho ajuda de uma profissional:

Vou apresentar a Adriana, que sempre me tratou bem desde que 100 pessoas seguiam este blog, e que sempre tirou minhas dúvidas para colocar aqui muitas coisas que não conhecia, não vendo o produto dela, não ganho dinheiro, nós duas compartilhamos a mesma idéia sobre a internet, ler mais verdade por aqui… Ela conta agora:
Antes de começarmos, gostaria de me apresentar para suas leitoras. Me chamo Adriana Paula de Freitas, sou Engenheira Química formada pelas Faculdades Oswaldo Cruz em 2005, com MBA em Cosmetologia pela Unicastelo/Consulfarma em 2008 e estava fazendo especialização em Tricologia no Oswaldo Cruz mas tranquei o curso quando minha Isabella nasceu, no ano passado. Assim que der retomo essa pós. Trabalho com cosméticos desde 2003, desde então já trabalhei com fragrâncias, com terceirização de produtos, em empresa de marca própria, já atuei em controle de qualidade, garantia da qualidade, assuntos regulatórios e muito em pesquisa e desenvolvimento de cosméticos. Há 6 anos trabalho dedicada somente a área capilar e me mantenho atenta a tudo indo em feiras, congressos e sempre presentes em cursos de atualização. Pra quem quiser saber mais sobre onde buscar informação técnica é só perguntar que disponibilizo as fontes seguras e confiáveis. 
Sobre os petrolatos temos os óleo mineral, parafinas e vaselina. São derivados de petróleo assim como a gasolina, o gás de cozinha e até mesmo o gás do aerosol (mistura de butano / propano) e não vão deixar de existir muito menos de serem usados em cosméticos porque eles são vitais e essenciais pra certas formulações. Alisantes a base de hidróxidos são riquíssimos nesses componentes, eles que protegem o couro cabeludo da agressão do pH extremamente alcalino. Sem eles nas formulações de alisantes de hidróxido de sódio, hidróxido de lítio e hidróxido de guanidina não haveria alisante. Petrolatos também estão presentes nas formulações de tinturas e colorações atuando como coadjuvantes pra dispersar os pigmentos de cor. Ou seja, sem eles não teríamos cabelos lisos nem louros ou ruivos e, me digam, quem quer viver num mundo desses? 
Outra coisa: Nenhum componente cosméticos consegue grudar no fio ao ponto de não sair com qualquer tipo de shampoo pois se fosse assim não precisaríamos nunca repetir as hidratações, cauterizações e tratamentos de reconstrução da fibra, pois se as matérias-primas “grudam” após várias lavagens estaríamos com os cabelos lindos ainda. E com ou sem petrolatos na formulação do seu cosmético, se não usar um específico para proteção térmica, o cabelo torra sim de qualquer maneira. Por isso tem que usar creme sem enxágüe antes do secador e da prancha que tenha esse apelo no rótulo, apelo de proteção térmica ativo pelo calor. 
Quem quiser ser mesmo ecologicamente correta comece por abolir as tinturas! Corantes e pigmentos são inorgânicos, quem quer ficar grisalha aí levanta a mão? Gente, bom senso acima de tudo. O negócio é o seguinte: leiam o modo de usar do produto, sigam o que o fabricante sugere e não haverá problema nenhum. A Kerastase usa óleo mineral ou parafina líquida (é a mesma coisa) nos seus produtos. São considerados top de linha e ainda tem gente totalmente sem noção achando que jogou dinheiro no lixo por comprar tal produto. Marca francesa, composição quase idêntica a que vem de fora do país e ainda tem gente achando que isso significa que eles estão lesando as consumidoras! Gente, acorda!!!! 
Existe sim uma ampla tendência mundial de abrir mão de certas matérias-primas por causa do meio ambiente, da biodegradabilidade, mas essa é apenas uma tendência, como cabelos lisos agora, cabelos volumosos na década passada e por aí vai. A indústria irá buscar alternativas viáveis, como já se faz hoje em dia, para ficar o mais ecologicamente correto possível.
Hoje o dia é seu Adriana!!

Obrigada por todas as informações!! Já não vejo a hora de saber sobre a quantidade dos ativos nos produtos!!

Beijos
 

Voltar ao Topo da Página