Umectação: A diferença dos óleos para tratamento no cabelo.

oleo-para-cabelo
resolvi fazer um post pra deixar claro algumas coisas sobre óleos vegetais

Oi gente! Tão boas? Embora a umectação seja fácil na prática e sem problemas, sempre tem dúvidas sobre o assunto, isso porque óleo não é algo que todas queiram usar, e os motivos são vários: Umectação: A diferença dos óleos para tratamento no cabelo.

Uma dessas dúvidas da utilização do óleo, é aplicar no cabelo loiro por causa da pigmentação do fio, outra é porque alguns ensebam mais o cabelo que outros, enfim… por conta disso resolvi fazer um post pra deixar claro algumas coisas sobre óleos vegetais e cabelos.

A pigmentação do óleo altera a cor do cabelo?


Meninas, eu fiz essa pergunta pra técnica química da Inoar, a Talita, isso foi em 2011 quando o óleo de argan já estava bombando. A resposta foi só uma:
Não há nenhuma possibilidade do óleo de argan alterar a cor dos fios. (Veja a matéria na íntegra aqui)

Óleos industrializados são fabricados aliados a silicones que protegem o fio das agressões externas, além de proteger a cor também.

Nem mesmo o óleo vegetal quando comercializado não possui propriedades pigmentantes para deixar cor no fio e alterar sua tonalidade.

E o porquê desse assunto é simples e fica como dica: Os óleos vegetais não tem proteção contra radicais livres, agressões externas, são óleos puros, ou seja o desbotamento da cor do cabelo é natural, consequência da oxidação da cor e não é o óleo que faz isso.

Óleos industrializados com silicone já possuem ingredientes protetores da cor e de agressões externas.

Saiba Mais:

O tratamento é no córtex ou cutícula?


Falando de óleos vegetais puros (ácidos graxos) vai depender da sua própria composição química seu tratamento no cabelo.

Os óleos dividem-se em saturados, monoinsaturados e poliinsaturados, a diferença para o cabelo é o tanto que pode tratar o cabelo, desde o córtex ou somente na cutícula.

Por exemplo, o azeite de oliva, rícino, de abacate é uma gordura monoinsaturada o que significa que vai agir na cutícula alcançando o córtex doando mais resistência ao cabelo. Devem ser aplicados no cabelo seco. Aplicar no cabelo úmido acaba reduzindo a absorção desse óleo no fio.

Já óleos como linhaça, de uva, amêndoa são ricos em gordura poliinsaturada ficam mais na superfície do fio, ou seja na cutícula e promovem a selagem do cabelo, estes são os indicados para manter a hidratação selando o cabelo, e também para fios finos, porque são leves e não pesam. (fonte).

Os óleos de coco e babaçu são óleos saturados que promovem a alta emoliência no cabelo, sua gordura pode ser vista como ruim, porém é excelente para cabelos muitos ressecados, são estes óleos os mais pesados para o cabelo.

Por isso que alguns óleos acabam ensebando mais o cabelo na dosagem errada porque são mais “pesados” na composição.

Os óleos tem sim diferença, mesmo os óleos puros possuem ingredientes que podem fortalecer mais o cabelo ou selar e até manter o tratamento do cabelo mais duradouro.

Amanhã falamos sobre os melhores óleos para encorpar o fio.

Beijos
Boa semana!