Critica do Livro “Mentes Consumistas”

Livro Mentes Consumistas

Oi gente! Tão Boas? Tive que fazer uma resenha de 15 páginas pra faculdade sobre esse livro da escritora Ana Beatriz, e claro que tem tudo a ver com consumismo e com o que a Dra. aborda no livro sobre seus pacientes. Achei legal colocar a crítica do livro “Mentes Consumistas”  já que nem tudo eu concordei, e quero compartilhar com vocês!

Sobre a autora:

ANA BEATRIZ BARBOSA SILVA- Médica graduada pela UERJ com pós-graduação em psiquiatria pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professora Honorius Causa pela UniFMU (SP) e Presidente da AEDDA – Associação dos Estudos do Distúrbio do Déficit de Atenção (SP). Diretora da clínica ANA BEATRIZ BARBOSA SILVA - Comportamento Humano e Psiquiatria (RJ). Escritora, realiza palestras, conferências, consultorias e entrevistas nos diversos meios de comunicação, sobre variados temas do comportamento humano.

Análise Critica e Conclusões:

A autora trás a realidade nua e crua, exatamente como ela é, porém, aponta situações como se o sonhar, o imaginar, não passasse de desejos e vontades consumistas.

O embasamento do livro fora feito, além de outras literaturas, sobres problemas cognitivos do cérebro em resposta a compulsão de seus próprios pacientes, dessa maneira a Dra. Ana Beatriz peca por não tirar da realidade sua tese e expor a “doença” de maneira clara, a impressão é que só há consumismo em tudo que se deseja e não obstante sobre suas sensações de felicidade.

Repetitivamente a autora aborda o marketing como o verdadeiro vilão da história, onde sequestra mentes de criancinhas e não participa da vida de uma pessoa de outra maneira que não seja a de criar compulsão por comprar coisas e mais coisas. Porém, muito bem colocado pela Dra. Ana Beatriz sua admiração pelos estrategistas em marketing, sobre conhecer o comportamento humano, há uma conclusão sobre esse fato comportamental que a Dra. usa como se nada mais há em propagandas a não ser a vontade de roubar sonhos e mentes, que vazias, não trarão felicidade.

Como pode a autora falar de felicidade quando aponta no texto diversos fatos contraditórios em que primeiro a felicidade é o caminho… em outras, a felicidade é as compras, e parece o livro todo que somente por meio disto estaremos felizes.

Consequentemente ficamos felizes pela escritora apontar a causa real de tais compulsões, tecnicamente falando, sobre medicina e as partes do cérebro que pecam no assunto.

Porém, de maneira nenhuma aparece uma saída para simples mortais com o olhar da autora, a vida seria um grande vazio, já que deveríamos nos abdicar de tvs, pc, sons, imagens e também de palavras contenciosas…

A Dra. Ana Beatriz, que já fez seu marketing boca a boca através do que prega, esquece que também somos humanos e que sonhos e desejos fazem parte sim de sons, anúncios,  tvs, pcs, ruas, cantos, porque não necessariamente seriamos um bando de robôs fazendo tudo que nos mandam… hoje, não mais! Podemos ter todo o apelo do marketing de forma prazerosa uma vez que temos a informação a um clique e não mais sobre determinação de educadores.

Não somos mais enganados por ninguém, e viver e ser feliz faz parte do marketing da nova era que não só joga produtos e coisas às compras, mas trás-nos à tona de comportamentos investigativos, aonde temos a sensação boa da arte do anuncio e saímos dele ilesos e sem problemas psicológicos, traumáticos.

Para refletir!

Beijos