O que precisamos saber sobre composição


O que precisamos saber sobre composição para comprar produtos?

Oi gente! Tão boas? Vamos falar sobre aquele negócio complicado lá do cronograma capilar que é a divisão das máscaras para o tratamento? E o que precisamos saber sobre composição!

O que precisamos saber sobre composição

Aliás, não é bem a divisão das máscaras mas dos ativos que contém nelas e isso ainda causa muita dificuldade pra fazer o tratamento. E falando em dificuldade pra quem não quer perder tempo aprendendo a separar ou saber sobre ativos, acessa o app Snupps que eu coloquei algumas máscaras lá, e pra cada fase elas servem, logo atualizo os últimos testes.

Voltando ao assunto do cronograma porque o tratamento ainda rola e muito, com as leitoras daqui do blog e um só post vai ajuda-las de uma vez a escolher o produto e saber diferenciar as máscaras pela composição.


Preciso saber todos ingredientes que o produto tem?

Não meninas, não mesmo... e nem é pra tanto! O cronograma capilar é pra ajeitar o cabelo e não pra ter uma cartilha pra levar pra loja na hora da compra, até porque metade dos ingredientes são emulsionantes, tensoativos, condicionantes, silicones, o que nos vale mesmo em ativos é fácil de identificar.

  1. Tensoativos: Os que doam a espalhabilidade e a espuma, são com sulfatos ou não e garantem o bom tratamento do cabelo e do couro cabeludo desde a higienização; 
  2. Emulsionantes: O álcool que todos veem na fórmula é um emulsionante, espessante e estabilizante de espuma;
  3. Conservantes: É um agente bacteriostático, porém não elimina bactérias mas inibe sua própria reprodução.
  4. Derivados do petróleo: Petrolatum, parafina liquida, estes ingredientes deixam o cabelo mais condicionado e impermeabilizado, dando a sensação de tratamento, mas não fazem tratamento, são condicionantes, são estes também os componentes proibidos para a técnica de Low Poo.
  5. Acido Cítrico: Sempre tem nas máscaras com pH baixo e é usado como um acidificante no produto, ajusta o pH do cabelo.
  6. Silicones: São os ativos benéficos para proteção solar, condicionamento e brilho e existem de várias formas, alguns impermeabilizam o cabelo mais que outros, mas tem disso em tudo que é cosmético, até em cremes de pele, e sim… nós precisamos disso para manter a cor do cabelo bonita e não desbotar, além do brilho né?
Não vamos dar nomes aos bois aqui, porque a intenção é que olhe o que for realmente favorável pra você na hora da compra.

Nem todos os produtos usam os ativos individuais e na sua forma pura, alguns são unidos num só código, e pode ter vários nutrientes juntos, são os chamados blends. Pra entender melhor pense que a ceramida patenteada da Loreal é um blend, e sim tem algumas proteínas com queratina que a marca usa como blend em algumas máscaras. 

O que são blends?

Mesmo estando vários ativos num código só não é possível saber diretamente na máscara o que tem e nem a quantidade de suas concentrações. Porém o fabricante leva à Anvisa o fornecedor do blend ou todos os ativos presentes nele.

Segundo Artur João Gradim

Avaliando o conteúdo do CosIng - inventário de ingredientes para uso em cosméticos da União Europeia -, de modo geral, os blends e os ingredientes isolados existentes não são acompanhados de suas concentrações. Os blends são sempre definidos como puros, salvo no caso dos conservantes.
Portanto, as informações sobre a quantificação dos ativos presentes em blends (ou misturas comercializadas com nomes comerciais), devem ser “traduzidas” para atender aos requisitos exigidos para o registro do produto final na Anvisa. No início do desenvolvimento do produto cosmético, o formulador deve elaborar a especificação completa dos ingredientes ou solicitá-la aos fornecedores.

Por isso que o rótulo do produto é de fundamental importância, é através dele e de sua aprovação com todos os ingredientes pelos orgãos competentes, que será colocado especificadamente pra que o produto serve.

O que precisamos saber sobre composição


Os ativos hidratantes da composição

A hidratação do cabelo, ou a fase H do cronograma é o que mais as meninas reclamam comigo, claro… a coisa toda aqui é no sentido de reter a água no fio e manter o cabelo composto e hidratado e não tem muitas máscaras que garantem um peso bom nessa fase, por isso, quem tem porosidade e cabelos voando que não se dão bem com simples hidratações. Porém, para cacheadas tem muito efeito pelo ressecamento normal que elas já tem.

Nessa história aqui você vai ver muitos produtos com extratos de fruta, planta, semente raiz, tudo isso aí vai hidratar o cabelo. Pantenol e o próprio Bepantol entram nessa fase de hidratação;


Mas e se tiver queratina na máscara de hidratação?

Como já dizia minha amiga química… "Lucy, essa queratina pode ser 0,01% na fórmula do produto então como vai saber? "

Acredite eu já falei disso com tudo que é profissional, cabeleireiros, químicos, e gente que entende disso, e o que mais vai garantir a “fase” da máscara é o próprio fabricante, o que vem no rótulo garante boa parte do que precisamos entender já que pra Anvisa o rótulo tem que ser específico ao que a máscara atende ao consumidor.
Seria óbvio que uma mascara com extratos contendo também a queratina, e que fosse na embalagem descrita como uma "Hidratação para cabelos Secos" então essa queratina só auxiliaria os outros componentes a serem mais fortes, mas não seria uma máscara reconstrutora, por isso, mais uma vez à atenção ao rótulo. 

A Adriana também técnica química já me alertou uma vez sobre isso: "Lucy, o produto só sai registrado da Anvisa comprovando  com testes laboratoriais pra que ele serve no cabelo, portanto uma máscara que é reconstrutora, será reconstrutora."

Daí vem a incógnita né meninas! Já que nem sempre os produtos cumprem o que promete!!!

Mas se prestar atenção, é como qualquer outro produto que pode ser imediato seu resultado ou progressivo, portanto algumas máscaras podem levar o rótulo como reconstrutoras mas além disso precisa saber outras características do produto:

  • Pra que cabelo ela serve?
  • Pra que tipo de característica no fio?

Claro que a reconstrução irá agir de acordo com o que o fabricante indica na característica do fio e no tipo de cabelo já que os testes foram feitos naquele tipo de fio.


Os ativos nutritivos da composição

A máscara nutritiva tem seus "poréns" normalmente é uma máscara que doa mais peso ao cabelo, umecta mais, deixa mais pesadinho e é o que as loiras amam pra acabar com os fios voando, porém, algumas dessas máscaras também são reparadoras porque além de óleos, manteigas, ceramidas, cera de candelilla elas podem reparar o cabelo de uma forma ótima, não sendo necessário outros tipos de tratamento dependendo do dano no cabelo.

Essas máscaras muitas vezes vem acompanhada de proteínas o que favorece o tratamento no cabelo mais rápido aliado aos outros ingredientes.

Quando alguma leitora não quer fazer o cronograma e quer um só tratamento são estas que indico, as máscaras nutritivas e reparadoras.

Os ativos reconstrutores da composição

Sim, é aqui que entra a queratina, mas nem sempre é a peça chave de uma máscara reconstrutora para dar aquela potência nos cabelos! Muitas reconstrutoras são a base de aminoácidos, arginina, cisteína, creatina, lisina e você não sabe os benefícios incríveis que cada um desses aminoácidos podem fazer pelo cabelo! Ainda tem o colágeno e as proteínas, do trigo, do leite, da seda, muitas proteínas são reconstrutoras dependendo do ativo a que se aliam na máscara de tratamento então, considere a parte indispensável para um cabelo extremamente danificado, essas máscaras doam muito mais que peso ou reparação, elas reconstroem a parte do fio desgastada e são incrivelmente o salvamento de muitos cabelos.

E daí como ver isso nos produtos?


Leia o rótulo, pra que ele serve, e pra quem. 

O que vem primeiro nos ingredientes são os mais fortes componentes. O que vem depois de "parfum" hoje, também condiz com o cheiro e são concentrações mais brandas, depois disso classifique a sua máscara. 

Vale lembrar que blend, é por código e não da pra saber o que tem nele, também vale lembrar que as empresas não são obrigadas a colocar os ativos no rótulo conforme sua concentração e ordem, por isso... leia o rótulo, é na propaganda do que a máscara promete que vai entender pra que ela serve, e se não cumpre, pode falar mesmo!
E o segredo daquela frase “será que vale a pena essa máscara?” é na prática, no teste mesmo, é aquela história de cada cabelo é uma sentença, isso vai existir por muito anos, com certeza, e sempre vai existir a diferença de um tratamento para outro, mesmo sendo da mesma fase em vários tipos de cabelo.

Este conteúdo é original de PnC O que precisamos saber sobre composição