Sou evangélica e não posso cortar o Cabelo!

Sou evangélica e não posso cortar o Cabelo!

Oi gente! Tão boas? Aqui no Blog a gente se depara com muitas perguntas, algumas nem tão relevantes pra fazer um post, afinal tem o beabá todo do cabelo por aqui né? E outras perguntas que você simplesmente não sabe o que falar, ou até não tem resposta na hora… Foi bem assim quando recebi essa pergunta: Sou evangélica e não posso cortar o Cabelo! O que faço?? Me ajudaa!!

Não vamos falar de religião ok? Porque eu respeito todas sem preconceito. Até porque depende de cada pessoa e da sua fé como levar sua vida e manter seus hábitos capilares. O negócio aqui é ajudar independente de raça, religião ou posição política!


Vamos chamar de crentes as pessoas que não “podem” cortar o cabelo, e estão com a cabeleira gigante e com as pontas ralinhas. A dica é pra elas!

Vamos dar uma de hairstylist aqui e tentar decifrar a quantas anda o cabelo!

Já que a pessoa não pode cortar o cabelo, também não pode usar química, então o cabelo seria natural, com pontas ressecadas e duplas por conta das agressões externas e falta de corte, frágil, quebradiço por conta de “chapinha” (pra quem usa), sem a manutenção adequada, e com raiz oleosa.

Se você se adequa às características acima, continua aqui!

Como cuidar dos cabelos compridos?

O cabelo comprido, e sem cortar, já perde a força naturalmente. Não porque corte é vitamina, nada disso, mas porque as pontas acabam ficando ralas por tanta agressão externa. 

O cabelo envelhecido no seu ciclo natural de crescimento sem corte vai ficando sensível mesmo e mais susceptível pra cair.

Complicado né? Mas vamos logo pra solução!


O tratamento

O interessante nesse cabelo é fazer um tratamento disciplinador com hidratações e nutrições reparadoras sem produtos caros. Logo, os de mercado funcionam muito bem pra esse tipo de cabelo.

Ter o auxilio de tratamentos imediatos para encorpar os fios e deixa-los mais pesados, de saúde mesmo, de nutrição, são resultados imediatos, como a receita de glicerina uma vez por semana. 

As pontas

As pontas duplas não colam, não tem jeito, tem que saber conviver com elas já que não pode cortar. 

Então nesse caso uma cauterização a cada 15 ou 20 dias seria bem vinda, não pelos danos que não são tantos, como quem usa diversas químicas, mas pelo alinhamento do fio mesmo e de sua própria estruturação com a queratina aliada.

Vê aqui esses posts vão ajudar:


A Proteção é indispensável, principalmente nas pontas, óleo de argan já ajudam muito a manter a aparência do fio melhor, tanto quanto o brilho e suavidade para pentear.

Mais Dicas: Sou evangélica e não posso cortar o Cabelo

  1. O melhor nesse fio é também evitar usar diariamente chapinhas, secadores. E se usar aplicar um protetor térmico principalmente nas pontas;
  2. Como pode ser viável penteados nesses cabelos, é importante ter o óleo de argan para dar emoliência para o cabelo frágil não quebrar pela simples tração. Espere o fio secar pra prender o cabelo;
  3. Mesmo sendo um cabelo liso e fino é preferível que desembarace  cabelo com pente de dentes largos e após usar uma escova raquete;
  4. Vale a pena pensar em cortes que não tiram o comprimento, somente as pontas mais danificadas como o corte bordado.
  5. Não durma com o cabelo preso e nem molhado, deixe o cabelo solto o máximo que puder e secando naturalmente.




Os produtos

Gente… vou indicar os BBBs, mas se quiserem faço o post dos importados também, afinal, tem muita coisa boa no mercado.


Sou evangélica e não posso cortar o Cabelo

Todos esses produtinhos encontra-se fácil no mercado. Em qualquer mercadinho e são tratamentos ótimos.

Tem resenha aqui:

Da pra tratar com produto BBB, mesmo sendo cabelo longo e natural, se joga!
Beijos


Este conteúdo é original de PNC