Dica de leitora: Técnica NO- POO/LOW-POO para cacheadas

Cachos Deva

Oi Gente! Voltei …

Com dica de amiga e leitora.

Sempre quis falar mais detalhado sobre uma técnica de tratamento capilar muito conhecida pelas encaracoladas, mas dar a dica só de ouvir falar sem fazer ou entender não ia rolar né? E foi justamente quando procurava entender que vi a dica no blog da  Erika Nasch (aqui) ela fala de um jeito bem legal e detalhado, daquele jeitinho que eu gosto de contar pra vocês, então sem titubear chamei ela pra contar o que é esse tal de No Poo/ Low Poo/Co Wash.


Olá, queridas leitoras do blog da Lucy!!

É com imenso prazer que eu venho aqui no blog, falar de um assunto polêmico que já está rolando há algum tempo na “blogsfera dos cabelos”...

Vocês já devem ter lido, ou ouvido falar sobre a técnica NO/LOW-POO que foi desenvolvida para as cacheadas...

Ainda não? Então vem comigo, que eu explico...

Em 2001, foi publicado um livro intitulado “Curly Girls:The Handbook ” (O manual das garotas cacheadas). Neste livro, as autoras Lorraine Massey (cabeleireira profissional) e Deborah Chiel (escritora), propõem um método alternativo revolucionário para as cacheadas obterem cachos mais saudáveis e definidos.

Para desenvolver o método, Lorraine baseou-se no seguinte:

1 - Os Cabelos encaracolados, devido à sua formação, são mais secos e mais propensos à quebra e ao frizz do que qualquer outro tipo de cabelo.

2 - Sulfatos – A maioria dos shampoos contêm sulfatos (lauril sulfato de sódio ou sulfato de laureth), que são detergentes agressivos. Os sulfatos são encontrados também em sabão de lavar louça, pois são ótimos para retirar gorduras de panelas e frigideiras. Ao lavar os cabelos com shampoo, são os sulfatos que irão agir para retirar as impurezas dos fios.

3 – Silicones não solúveis e Petrolatos – Assim como a maioria dos shampoos contêm sulfatos, a maioria dos condicionadores, e vários outros produtos finalizadores, contém silicones que não são solúveis em água, e/ou petrolatos (produtos derivados do petróleo, como óleo mineral e vaselina líquida).

A partir disso, ela percebeu que ficamos presos nesse ciclo vicioso de produtos e lavagens, e obrigados a usar mais produtos, como condicionadores e máscaras.

Logo, a solução que ela adotou, foi a de abdicar ou diminuir o uso de shampoos com sulfatos.

E partindo deste princípio, ela apresenta em seu livro, os métodos chamados NO - POO que significa “sem shampoo” (apreciado por pessoas mais radicais), e LOW-POO que significa “pouco shampoo” (para aquelas pessoas que não são tão radicais).

A rotina No Poo implica que se desista totalmente do shampoo. As lavagens fazem-se apenas com água e massagem do couro cabeludo. Para a manutenção, pode utilizar-se esporadicamente de misturas caseiras de ingredientes como o bicarbonato de sódio ou o vinagre de maçã; ou mesmo fazer uso de condicionadores, desde que sejam solúveis em água.

E para quem não consegue passar sem shampoo, pode recorrer ao método Low Poo, que reduz ao máximo o número de lavagens com shampoo, utilizando preferencialmente um que não seja composto por sulfatos.

Veja agora, o passo a passo do método NO/LOW POO, sugerido por Lorraine Massey em seu livro Curly girls:

1 – Antes de começar a utilizar essa técnica, é bom retirar todo e qualquer petrolato (ex: óleo mineral, ou parafina líquida) e silicones insolúveis em água dos seus cabelos, ou seja, use um antiresíduos para tirar tudo que já estiver acumulado nele. Pois o shampoo antiresíduos é o único que consegue eliminar esses componentes.

2 - Apare as pontas do seu cabelo, para se livrar das pontas duplas ou danificadas.

3 - Em vez de escova, utilize um pente de dentes largos, ou ainda melhor, use os dedos (quando o cabelo estiver molhado). Usando os dedos para desembaraçar os cabelos cacheados, irá ajudar a realçar os cachos. Se for difícil desembaraçar o cabelo desta forma, acrescente mais condicionador ao seu cabelo quando molhado. Desembaraçar o cabelo enquanto seca, também não é uma boa idéia; e escovar os cachos secos, nem pensar...pois provoca mais frizz.

4 - Pare de lavar os cabelos com shampoos. Ou se você preferir, use shampoos liberados (sem sulfatos), ou que contenham componentes de limpeza mais suaves (como a betaína cocamidopropyl ou betaína de coco) que podem ser usados ocasionalmente ou até com mais frequência para alguns tipos de cabelos ondulados.

5 – Faça o Co-Wash (Co= condicionador; wash= lavar): Lave o couro cabeludo com condicionador . Ao molhar o cabelo no chuveiro, distribua o condicionador no couro cabeludo inteiro e massageie com as pontas dos dedos (não as unhas) durante alguns minutos. Esta ação de fricção e o atrito resultante, vai soltar a sujeira, os resíduos, e até caspa se houver. Enxágue bem.

Certifique-se de evitar condicionadores com petrolatos (óleo mineral) e silicones não solúveis em água.

Você pode fazer o Co-wash uma, duas, três vezes por semana, ou diariamente se quiser.

O Co-wash deixa seus cabelos e cachos hidratados além de limpar seu couro muito bem, pois esfregar o couro cabeludo com os dedos firmemente é o suficiente para soltar a sujeira. A maioria dos condicionantes possuem qualidade antisséptica, e quando combinado com bastante água, ajuda a remover as impurezas e bactérias depositadas nos fios.

6 - Após massagear o couro cabeludo com o condicionador livre de silicone insolúvel (SiliconeFree), desembarace os cabelos suavemente. Use as mãos ou um pente de dentes largos. Comece a desembaraçar de dentro para fora. Deixe o condicionador agir no seu cabelo por cinco minutos ou mais para hidratar.

7 - No final, enxágue seu cabelo com água fria. Isto irá diminuir o frizz e adicionar brilho. Deixe um pouco de condicionador em seu cabelo, especialmente nas pontas que são as partes mais secas. Depois disso, não penteie. Apenas deslize os dedos entre as mechas.

8 - Aplique o finalizador, mas faça isso enquanto seu cabelo está todo molhado. Coloque o produto em suas mãos e esfregue-o para emulsionar, e então aplique o produto em seu cabelo por seções (mechas).

Um método comum é começar com um leave-in ou creme condicionador sem enxágue para diminuir o frizz, e depois seguir com um gel para segurar e definição (desde que eles são livre de silicone). Forme os cachos "amassando" (coloque seu cabelo na palma da mão, e faça um movimento ascendente) ou torça os cachos individualmente em torno de um dedo.

9 - Gentilmente amasse seu cabelo com uma camiseta de malha, ou toalhas de papel, ou toalha de micro-fibra, para remover o excesso de umidade.

10 - Você pode diminuir o tempo de secagem do seu cabelo utilizando o "plopping". Coloque uma toalha velha em uma superfície plana, e posicione o seu cabelo no meio do pano. Com sua cabeça tocando o pano,traga a parte de trás do pano sobre a cabeça. Torça os lados até que eles formem uma "salsicha enrolada" e prenda ou amarre na base de seu pescoço. Depois de 15-30 minutos, remova o tecido. Se o seu cabelo for crespo, após o plopping, aplique levemente um gel.

O Plopping funciona melhor em cabelos de comprimento longo e encaracolados.

11 - Seque o cabelo com um secador, usando um difusor para evitar o frizz. Seque apenas parcialmente (seque cerca de 80 por cento) e deixe o resto secar naturalmente. Não toque em seu cabelo enquanto estiver secando pois ele pode frizzar.

12 - Se quiser cortar o cabelo, procure um cabeleireiro experiente em cortar cabelos encaracolados, e se ele não tiver os produtos adequados (sem silicones e sulfatos), leve o seu próprio;

13 - Apare seu cabelo a cada quatro ou seis meses. O corte de 1,2 cm é geralmente suficiente para se livrar de pontas duplas. Se cortar os cabelos secos, você saberá o tamanho exato que ficará, pois lembre-se que cabelos encaracolados quando cortados molhados, ao secarem estarão bem mais curtos.

14 - Dê tempo ao seu cabelo para que ele se ajuste à rotina. Pode levar de 2 a 6 semanas para o seu cabelo se acostumar ao shampoo sem sulfato,e pode até parecer pior no início. Recuperar o cabelo é um projeto de longo prazo, e pode levar algumas semanas para ele se revitalizar depois de ter estado em déficit de umidade durante anos pelos shampoos comuns.

Quais os tipos de cabelos que podem se beneficiar do NO/LOW POO?
Apesar do método ter sido criado especificamente para cabelos cacheados e crespos, os cabelos secos, coloridos ou descoloridos, com química, e até cabelos normais podem se beneficiar do método NO POO. Apenas para cabelos oleosos é que não seria adequado, já que esta técnica estimula mais a oleosidade natural dos cabelos.

Já o LOW POO pode ser utilizado em qualquer tipo de cabelo.

Dica: Para quem não consegue ficar sem shampoo, e gosta de lavar os cabelos todos os dias, é uma ótima opção intercalar o NO-POO com o LOW-POO.

Quais as vantagens da rotina NO-LOW POO?

- Melhora a aparência das pontas e dos fios, e auxilia para que as cutículas fiquem fechadas e hidratadas, evitando o ressecamento e proporcionando maciez e brilho;

- Usando o co-wash, pode-se lavar os cabelos com mais frequência, todos os dias, ou até mesmo mais de uma vez ao dia, o que é ótimo para dias quentes, ou para quem pratica atividade física diariamente, e mesmo para quem transpira muito;

- A massagem no couro cabeludo com o condicionador ajuda na limpeza do couro cabeludo, além de auxiliar no crescimento dos fios;

- Prolonga a cor e o brilho dos cabelos coloridos, evitando o desbotamento por muito mais tempo, favorecendo assim os tons platinados, e vermelhos;

- Ótimo para cabelos descoloridos ou com mechas, pois a rotina deixa os fios mais fortes e resistentes, evitando a quebra.

- Prolonga o efeito de alisamentos, relaxamentos e progressivas, aumentado o tempo de espaço entre os retoques.

- Menos chances de se ter alergias a componentes encontrados em shampoos comuns;

E as desvantagens?

- A partir do momento que você optar pelo NO-POO (co-wash) ou LOW-POO, as suas opções de escolha de produtos para cabelos vão diminuir (oi?), pois ficará restringida aos produtos nomeados 'liberados” (livres de sulfatos, petrolatos e silicones não solúveis em água).

- É necessário ter persistência e disciplina, no caso de se propôr a fazer a rotina; pois cada cabelo tem seu tempo de resposta.

- É preciso ter conhecimento dos sulfatos, petrolatos e silicones não solúveis, para não comprar ou utilizar produtos proibidos. (amiga,nem pense em decorar os nomes...é melhor andar com a lista anotada na agenda...rs)

E por que tem gente que não gosta?

Já li relatos de pessoas que disseram não se adaptar ao método, por não sentirem seus cabelos limpos sem o uso de shampoos com sulfatos. Ou mesmo por não quererem abrir mão de seus produtos favoritos. Ou ainda por não terem “saco” pra ficar lendo a composição nos rótulos...

Enfim...

...não existe e nem vai existir uma técnica que seja perfeita pra todos. Cabe a cada um, escolher o que seja mais adequado para si, de acordo com as suas prioridades. Tem gente que prefere lavar o cabelo apenas 1 vez na semana, e outras como eu, que não abrem mão de lavar a cabeça durante o banho diariamente, e às vezes até mais de uma vez ao dia.

Ou seja, nada impede de você criar sua própria técnica, afinal, ninguém melhor que “vocêzinha” pra saber do que seus cabelos gostam e precisam, não é verdade?

Então galera, “Open your mind”! Crie, experimente, e tire suas próprias conclusões! Não se prenda à modismos, e nem faça nada que não lhe dê prazer! 

O Cuidado pessoal com o corpo e com os cabelos, deverá ser sempre uma coisa prazerosa, e não um martírio!

E para finalizar, eu deixo aqui pra vocês um conceito básico da filosofia do Yoga:

“Não aceite e nem rejeite nada antecipadamente;

Tenha a sua própria experiência, e assim trará a sua melhor conclusão”

Obrigada Lu querida, pelo delicioso convite! Espero que vocês tenham gostado do assunto, e caso venham a experimentar o NO/LOW POO, não esqueçam de vir contar como foi, ok?

Bjks!

Erika Nasch