Roendo o Saber- Problemas de roer unhas

Roendo o Saber- Problemas de roer unhas
Roendo o Saber- Problemas de roer unhas

Oi gente! Tão Boas? Onicofagia é o hábito de roer as unhas das mãos ou dos pés durante períodos de ansiedade, nervosismo, stress. Esse hábito de levar as mãos a boca faz com que diversas bactérias e fungos entrem no seu organismo, a persistência desse "mal" , pode ocasionar desgaste do esmalte do dente, vindo até a gerar cáries.

Tive um problema de roer as unhas na infância até a pré-adolescência, me lembro que minha mãe vivia brigando comigo "tira a mão da boca, menina!!!" , nunca adiantou, as vezes me escondia só para roer as unhas, e o pior não era isso, a coisa era automática, se eu não estivesse fazendo nada, com certeza, sentaria num cantinho para roer minhas unhas, e se o problema fosse só estético...tava bom!

Toda vez que tomava banho, tomava choque no banheiro quando ia ligar o chuveiro, por causa do machucado (que eu fazia de tanto roer as unhas, chegava a sangrar), se mexia com sal então... para! Até gritava de tanta dor, mas continuava a roer, até a agua da torneira doía quando lavava a louça... E nem pensem, "nossa que mãe rígida ela teve!!!" nada disso, minha mãe sempre foi muito light comigo e minha irmã, tinha muita confiança na gente, também não tive uma infância conturbada e cheia de problemas, tinha tudo e todos  que queria, o fato...eu era  ligada no 220 (ainda meu marido fala isso...rsrs), eu tinha sempre que estar em movimento, correndo, pulando, brincando, quando parava só sentia uma necessidade...roer unhas, se me lembro bem, comecei parar de roer as unhas, acho que com uns 15 anos, quando meu brother nasceu, dai não dava nem pra pensar em roer a unha, tinha tanta novidade em casa e tanta coisa pra colaborar que la vinha a mãe: "Fabiana pega isso,"; "Fabiana onde foi o menino?"; "Fabiana, leva o menino pra passear!" deu pra imaginar o apego sobre meu irmão né...rsrs

A maior unha que já tive!

Veja só a dor que o hábito de roer as unhas causa e o quanto é difícil entender que se deve parar. Porém depois que parei tive outro problema, minhas unhas eram muito fracas, quebradiças, cresciam só um pouquinho e já quebravam, ou então saía como se fosse uma camada da unha, aparecia uma pontinha esbranquiçada, eu acabava puxando e parecia uma segunda camada da unha, foram anos para crescer sem ficar quebrando.

Descobri que a unha quebradiça se dá ao fato da unha estar o tempo todo imersa em agua (ou o tempo todo na boca) ou até deficiência de ferro ou uma possível anemia, produtos químicos também podem ocasionar isso em pessoas alérgicas. Minha unha não tinha resistência para crescer, as proteínas da unha associada a queratina já estavam prejudicadas pelo mecanismo de roer as unhas. 

Passei a fortalecer as unhas  com aqueles esmaltes "casco de cavalo", fortalecedor com fibras da Avon, não tinha tantas opções fáceis como se tem hoje em dia, as próprias companhias de esmaltes já fabricam as bases com fortalecedor.



Sei que minhas unhas só agora adquiriram força, tamanho, definição da cutículas após muitos cuidados e vitaminas.

Agora estou vendo minha filhota com o mesmo problema, então procuro estar o tempo todo com ela para que ela não se lembre de por a mão a boca, o que já virou hábito, mas como ela também é ligada no 220 você percebe que ela só procura as mãos para roer quando esta a procura do que fazer, ou tem algo pra me contar, fica fácil saber quando apronta assim né?! O especialista no assunto já disse: "isso para com o tempo".

Procuro lembra-la de parar de roer de vez em quando, pintar as unhas dela de roxo intenso...rsrs funciona quase um dia, um chicletinho também ajuda a esquecer das unhas e até dizem que o óleo secante também evita que se leve a mão a boca, paciência e incentiva-la a parar com sua própria força de vontade!

  Bjs

+ Conteúdo

Arquivo

Mostrar mais