Qual a melhor maneira de tratar irritações no couro cabeludo.

Oi gente! Tão boas?

Não adianta contar as causa e não pesquisar as soluções, por isso pra dar continuidade ao tema ontem “Agentes causadores da irritação no couro cabeludo" vamos entender quais as possíveis maneiras de tratar a raiz do cabelo antes de ir no médico.

Qual a melhor maneira de tratar irritações no couro cabeludo

Primeiro é fato que ferida não se trata com cosméticos, nem receitas caseiras ou remédios sem prescrição médica, o couro cabeludo é tão sensível quanto a pele do seu rosto, absorve tudo que é aplicado. Não jogue nada num couro cabeludo sangrando, com feridas, nessa hora o médico deve ser consultado, para lhe indicar como deve ser feita a assepsia da machucado, e também o tratamento adequado.

A irritação causada por bonés e redinhas quando a oleosidade é causado por suor excessivo, pode ser resolvido com medidas habituais como lavar sempre o boné, deixar ao sol, e aplicar tônicos de fortalecimento no couro cabeludo 2 vezes por semana, mantendo a área tratada na raiz do fio. 

O que pode ajudar nesse caso é o Bepantol, misture uma tampinha a um copo americano de água e borrife sempre que estiver sem o boné. 

Só não se esqueça que cabelo molhado e boné não da certo, borrifar umas duas vezes no couro cabeludo não vai dar problemas quanto a secagem, o couro cabeludo é quente e seca rápido, colocar o boné, ou mesmo redinha depois que sair do banheiro é outra história, mesmo estando com melhores produto o couro cabeludo vai ficar sensível ficando também mais susceptível a proliferação de bactérias.

Meninas toda doença que trás consigo problemas de dermatite seborreica deve ser medicada pelo profissional que te acompanha, juntamente com outros medicamentos que faz uso, se uma coisa puxa a outra, não arrume “meios” para tratar o que deve ser tratado direto com seu médico.

A queimação, ardência e irritação no couro cabeludo com tinta de cabelo não é pra deixar passar em branco não!
Já aconteceu comigo de passar uma certa coloração e dar queimação, não chegou a coçar, mas queimou muito, e com outras nunca aconteceu, claro que tive que parar de usar o produto por causa desse desconforto!
As progressivas, alisamentos ocasionam esse tipo de irritação pela aplicação, causando descamação, ardência e muitas vezes crostas parecendo caspa.

Veja bem meninas, as vezes a química é incompatível e mesmo com a distância de segurança (um dedo da raiz), ainda pode ocorrer o corte químico mas esse nem sempre acontece irritação, as vezes só causa queda no lugar aplicado.

Quando ha má aplicação do produto, ou até excesso pode ocorrer irritação, sensibilidade no couro cabeludo e nesse caso não tem outra coisa a fazer a não ser perguntar qual química foi utilizada no seu fio ( isso é obrigação do profissional saber), depois disso, como já disse a Técnica química aqui muita vezes, é correr para o hospital, já informando o tipo de química utilizada e o que foi acometido por ela e então fazer o tratamento com o que foi prescrito pelo médico.

Cuidado até com as progressivas de mercado que são vendidas em caixinhas, procure sempre um profissional de sua confiança para esse tipo de procedimento.

Areia de praia é coisa séria, não é só bicho geográfico que pegamos nos coliformes fecais, a areia pode conter muitas microorganismo prejudiciais ao couro cabeludo, uma vez que se pega uma micose no couro cabeludo vindo da praia a solução é médico. Não passe nada, é melhor gastar tempo no hospital do que para recuperar um cabelo com semanas de danos desde a raiz.

Beijos