Você se transforma através da Rede Social?

Você se transforma através da Rede Social

Oi gente! Tão boas? A rede social é o maior mercham do mundo. Você fala, não ganha nada, vende mais que água no verão e no fim das contas, você nem sabe o quanto teve participação disso! Será que é por isso que você se transforma através da Rede Social? Ou que a rede social transforma você?


Mas não vamos falar de marcas e produtos, vamos falar de pessoas e inspirações.

O cabelo que rende

Estamos na rede social 24 horas. E mesmo que não fique online, e quem nem veja a fanpage de um famoso hairstyle, em algum momento você vai encontrar um cabelo diferente. 

Porque alguém curtiu ou compartilhou um penteado que parece fácil, um look de cabelo com make, e vai parar pra pensar: “Será que da pra ter um cabelo assim?”.

Agora,

Já pensou na quantidade de cabelos transformados que o famoso hairstyle M. De Biaggi coloca na fan page? 

Eu mesma estou sempre colocando na fanpage de produtinhos alguns cabelos transformados do hairstylist ou de outros profissionais. 

Uns pela coloração perfeita, outros pelo corte, transformação de longos para curtos, capa de revista, é incrível as fotografias, looks, me diz meninas, isso tudo na rede social não aguça a vontade de mudar? 

Por isso Você se transforma através da Rede Social mais que pode transformá-la!




É tudo tão lindo não é?

Como nas revistas e sites a rede social pode sim transformar pessoas, criar tendências, fazer “modismo” veja pelo cabelo da famosa Adriane Galisteu, que na época que ganhou pontas escuras no cabelo acabou aguçando a arte no fio em muita gente!

Você se transforma através da Rede Social?

Com certeza não pegaria se NÃO tivesse na mídia, mas agora… é possível que a dica de Biaggi ganhe força, principalmente porque muitos seguem o artista de cabelos, como também seguem seus modismos e a artista que ele transforma.

😳Ops. Estamos sofrendo influência, de 3 fatores, moda, hair e famoso, imagina se contar as amigas que curtem??


Maria vai com as outras? Nãããããoooo!

Um vídeo, uma foto, ou até um comentário de qualquer pessoa que seja influente pode ser viral na rede social. 

O mercham viral, é aquele que todas nós fazemos, curtimos e muitas vezes porque acreditamos, achamos bonitos, também queremos ou mesmo porque alguém que admiramos curtiu. Isso não significa que vamos atrás do que vimos, ou fazemos o que outras pessoas fizeram.

Pois parte daí a arte de dividir, compartilhar e mesmo se descurtir, já vai ter feito parte das estatísticas de viralizar. 

Porém, se sabe o conteúdo, da onde vem, quem é a pessoa, o que ela faz, então qual é o problema? 


Se afinal de contas não é no fundo as nossas curtidas que os patrocinadores compram quando colocam influenciadores?

Ah! Para. 


Você se transforma através da rede social? Não?

E o cabelo da Gisele Bündchen? Viu que lindo?

Quem não queria ter aquelas ondas e aquele loiro tão natural que ela mostra em todas suas campanhas? Campanhas como da Pantene por exemplo que mostra linda, loira, e completamente a favor dos produtos, usa a imagem com a marca, garante qualidade pela sua simplicidade e beleza dos cabelos.

Não acham, como a minha filha acha, que ela só usa Pantene né gente? 😒
Quem se importa com Pantene, a gente ama ela!
Mas que você vai comprar pensando no cabelo que viu dela na TV, isso vai!!


Você se transforma através da Rede Social?

A marca garantiu a brasilidade de Gisele, aqui e lá fora, agregou valor a imagem da artista, e esta promoveu a marca. A musa esta estampada em quase todas as revistas, esta na mídia, e quem segue o Facebook oficial da modelo vai ver por si próprio que o cabelo dela é mesmo tudo isso! Lindo!




É a rede social que nos transforma, e a gente? Curte!

Enfim a rede social transforma por si só seu estado de espirito, trás desejo de transformação, desejo de renovar, de mudar.

Sem contradições aqui, porque a rede, permite sofrer variadas emoções desde o momento que entra até a hora que sai. É uma ligação pessoal, profissional, ou mesmo de encantamento e revolta com tanta coisa que vimos!

Não da pra evitar. Mas se der, não fará mais parte dos virais, nem de nada mais!


A rede também pode ser injusta demais, verdadeira demais, porque ali amiga, o que rola é liberdade de expressão, “gostei” e “não gostei” andam lado a lado, e gosto né? Não se discute, até que não tenha um facebook!



Isso vai parar um dia?

Acho difícil, mas não impossível. Pode acabar a força ué! 😂


Beijos
Este conteúdo é original de PnC