Já fui Call Center




Oi gente! Tão boas?

Eu já deveria ter falado sobre isso faz tempo…

Como recebo sempre elogios pela maneira como interajo com as amigas aqui do Blog, achei mais que certo falar sobre algumas experiências que passei, e que fez de mim a pessoa que sou hoje.

Ja trabalhei em diversos lugares com publico, e… nada é flores eu sei… Mas aprendi muito com isso.

Todo lugar que você trabalha atendendo pessoas exige de você muito mais do que pode oferecer, tem que ter discernimento pra entender o que a pessoa deseja, tem que ser compreensiva se esta pessoa estiver com o ânimo alterado, tem que ser humano e se colocar as vezes no lugar dela pra fazer por ela o que melhor faria por si, e principalmente paciência quando alguém o ofender porque neste momento só a palavra calma e serena vai acalmar a pessoa.

Devem estar achando que eu só atendia leões não é? Mas só estou colocando a parte complicada do atendimento e o que ele exige de você…


Meu ultimo serviço foi numa empresa de telefonia, em 6 horas atendia mais de 150 ligações e sempre com “Bom Dia” – “Posso ajudar” – “Obrigada”… Em dois meses me passaram para central de bloqueio, recarga e fraudes, vi muito ali, e podia fazer um atendimento muito melhor já que em 6 horas não chegava ha 80 ligações.
A cada ofensa, uma palavra branda: “ Verdade Senhor?? Como posso ajuda-lo? Me conte tudo o que aconteceu?” Ali eu não tinha tempo para atender, então podia aumentar a conversa com o cliente e saber o que houve realmente para ajuda-lo. 

Sabe, tinha vezes que o cliente ligava xingando a minha mãe!!! Imagina se eu o respondesse da mesma maneira? As vezes, tudo o que a pessoa queria estava no manual… Acha que eu falava pra ele: “ Vai la e olha o funcionamento da tecla no seu manual!De jeito nenhum, eu acessava o fabricante do celular, pesquisava ali com o cliente, tentava mostrar o que acontecia, fazia testes com ele… e ele sempre desligava satisfeito…

Sabe meninas, mesmo no treinamento eles mexiam muito no nosso emocional, eram videos, textos, trabalhos em equipe que faziam aflorar as emoções… De uma certa forma é um pouco disso que a gente precisava naquele atendimento, usar a emoção… ser sincera, saber que esta ali para ajudar e não para jogar o cliente na URA!! 

Leva isso para seu Blog, para pra pensar que quando uma pessoa te pergunta algo é porque ela precisa da sua ajuda e não importa se é a cor do produto, se é a qualidade … Seja ela, veja a pessoa na sua frente e não dê as costas… Dê respeito e seja merecedor dele, se alguem te ofender… Meninas, relevem! Barraco na internet definitivamente não trás amigos! Seja branda, tente se colocar no lugar da pessoa e imaginar que ela pode estar passando por algum momento conturbado na vida dela e você é só a "válvula de escape"… 

Eu confesso que na época que atendia 150 ligações por dia, muitas vezes saia de lá com muita dor de cabeça, e as vezes meu irmão precisava me buscar, o esgotamento era grande… Mas era um lugar gostoso pra trabalhar, você estava constantemente atualizada e ligada nos acontecimentos mundiais...

Traga isso para seu blog, saiba compreender o outro lado da telinha, quando te elogia, quando te ofende… Seja maleável, seja humana.


Beijos

+ Conteúdo

Arquivo

Mostrar mais