5 Cuidados na Hora de Trocar a Química dos Cabelos.

Oi gente! Tão boas?

Nem toda duvida é esclarecida quando a coisa é química progressiva no cabelo, tem informação demais, dúvidas demais acerca desse assunto e as pessoas acabam cada dia mais desconfiadas. 

No blog há uma porção de comentários referentes a troca de química, e o maior problema meninas, é que a maioria, não sabe qual foi a química que usou anteriormente, então… como saber se é compatível a química anterior com a nova?

Alisamentos e progressivas compatibilidade

Saiba Mais aqui:

Vamos lembrar lá daquela nossa pesquisa sobre atendimento do profissional, e ENTENDER que precisamos saber qual tipo de química o profissional pode oferecer, sem danos, sem quebras e com segurança, mesmo que seja uma selagem, o profissional deve identificar o produto, alisamento temporário ou tratamento, e esclarecer, se for química, qual o ativo químico que vai alisar o cabelo temporariamente.

Sabendo qual química fez no cabelo, fica mais fácil identifica-la ao profissional caso seja feito em outro salão. Se não sabe, o profissional com certeza, em base de diagnóstico fará o teste necessário de compatibilidade.


Leia também:

Cuidados: Pra Trocar de Química

  1. Peça sempre ao “novo” profissional um teste de compatibilidade, isso até mesmo se tem coloração no cabelo, é a sua segurança, além do teste de mecha, teste de resistência;
  2. Não acredite em imagens, elas são ilustrativas em muitas matérias, folders, etc., assim como coloquei essa imagem no post, acredite em “antes e depois” e o tipo de cabelo, pegue referências de quem já fez a química que quer fazer, como foi o procedimento, converse com pessoas sobre o que deseja fazer, pesquise, converse com seu profissional se sua intenção é mesmo trocar químicas, ou se algum tratamento pode garantir o efeito que deseja;
  3. Shampoo antirresíduo retira até 20% da química porém o uso constante desse shampoo pode causar extra ressecamento, tem procedimentos que removem a química do fio, porém é preciso profissional habilitado pra indicar o melhor a ser feito no cabelo conforme diagnóstico; 
  4. Tem prazo pra fazer retoque de raiz da progressiva, acontece quando a raiz começa a crescer, é a parte virgem do cabelo. O correto é que seu cabelo esteja virgem pra trocar de progressiva para alisamentos, ir cortando e retirando a parte do cabelo com química, e mesmo que decida fazer, garanta o teste de compatibilidade pra garantir que o cabelo esteja apto a receber a química;
  5. Mesmo progressivas de caixinhas que são vendidas em supermercados tem restrições e incompatibilidades com colorações, descolorações, oxidantes, o teste de mecha é o que garante a segurança do procedimento sem quebra de cabelo;
E vamos separar as coisas assim, os alisamentos definitivos, por incrível que pareça quase não tem dúvidas de quem os faz, não se tem uma reclamação aparente sobre os procedimentos definitivos, mas progressiva não… é um mar de duvidas, porque muitas delas tem restrições com outras químicas, depende do profissional a identificação das restrições com seu cabelo.

Se tem o cabelo virgem e pensa em fazer algo do tipo acredite, pode dar certo, mas precisa pesquisar e se informar sobre todas as possibilidades do procedimento, antes, durante e até depois, sua arma contra problemas no fio é a informação, se informe.

Beijos
Boa Páscoa, Boa semana!