Ombré Hair em casa com escova, Vantagens e Desvantagens.

Ombré Hair em casa com escova, Vantagens e Desvantagens.

Oi gente! Tão boas?

Senta que lá vem a história!

Lembra que outro dia contei sobre as técnicas de fazer Ombré dentro de casa? Pois é, nessa história tem vantagens e desvantagens, um pouco arriscadas, e não tão perfeitas como mostra alguns vídeos na net.

Vale lembrar que Ombré Hair são mechas feitas até 7 dedos da raiz por todo o comprimento do cabelo, os profissionais usam técnicas que NÃO DA PRA FAZER EM CASA, é o caso do degrade, que sozinha não da pra fazer, enfim, quis testar, pra saber como é a coisa da escova, dos danos, do topo do cabelo, só assim pra dar uma definição melhor do que é fazer em casa.

Como foi feito?

Mistura-se descolorante e Ox, passa a mistura na escova com pincel de pintar o cabelo e depois sai penteando o cabelo abaixo de 7 dedos da raiz.

Porque não deu certo? E as desvantagens.

Claro que não deu certo pela cor do cabelo, como meu loiro é muito próximo do platinado, principalmente nas pontas, quando o cabelo secou após a descoloração, quase não deu pra ver, só molhado você diferenciava o que foi descolorido e matizado, do fundo do cabelo.

Pra fazer isso é preciso mesmo uma cor uniforme e escura.

No meu caso, nas pontas o platinado e o descolorido só dava pra diferenciar com o cabelo molhado, no comprimento ficou outra cor, o descolorido ficou amarelo (pasmem!), depois ainda teve a raiz que quis deixar escura… então, pense numa mistura de cores? Feio né?

Comprei uma escova com as cerdas mais abertas, para que as mechas ficassem sutis… porém, ainda acho que a escova certa seria aquela com as cerdas mais perto uma da outra, mais fechada, mas aqui perto de casa não encontrei.

O maior problema é nisso, na escova e na aplicação, quando começar a pentear o cabelo a mistura de descolorante vai ficar mais concentrado quando colocar a escova no cabelo, assim:

Ombré Hair em casa com escova, Vantagens e Desvantagens.

Ou seja, excesso de descolorante num lugar e diminuindo quase nada até as pontas, o que faz pensar que não ficaria uniforme nem mesmo num cabelo escuro. Também gastei muito descolorante, porque toda hora tem que passar a mistura na escova, e foi praticamente mais da metade da Ox de 30 volumes, com meio saquinho de descolorante, daquele azul da Amend.

Depende da cor do cabelo, quando descolorir vai ganhar mechas amarelas, ou até laranjas e nesse caso é preciso saber matizar senão vira uma “paçoca” essa cor!

Não deu certo pela uniformidade das pontas, e ainda ter ficado quase imperceptível o contraste entre as tons.

Assim, loiras… se querem mudar o cabelo para Ombré, tem que uniformizar a cor e escurecer, no mínimo para um 7.1 pra ter o contraste, que é o que faz o Ombré ser especial.

E as Vantagens?

Com certeza foi nos danos, que foram poucos, considerando o modo de aplicação.

Meu cabelo estava tratado e só fiz o procedimento após teste de mecha , claro… não da pra arriscar fazer química se o cabelo não esta tratado.

Considerando uma outra escova, ou mesmo pentes específicos pra isso, que os profissionais usam, pode sim dar certo, pelo menos os que vi na internet ficaram bons.

Após o uso do descolorante é preciso matização.

O modo de aplicação não danificou tanto os cabelos o quanto pensei que fosse acontecer, a descoloração foi sutil.

Ainda mostrei o cabelo resistente, tanto no cabelo seco, quanto molhado. Danos nulos, praticamente, mas lembre-se que meu cabelo já estava tratado pra fazer tudo isso.

Depois que peguei o “ar da graça” de descolorir (novamente) me joguei na mistura no cabelo todo, quase, quer dizer, deixei a raiz escura ainda… vou contar tudo essa semana, aliás… vai ser só dicas pra loiras, descoloração, aparelhos para quem tem cabelos finos e descoloridos, matizantes, correção do amarelo…

Prometo que depois faço a semana das morenas.
Beijos