Ansiedade Generalizada–Como lidar?

Ansiedade Generalizada

Oi gente! Tão boas? Deixa te perguntar, já se arrumou, tomou café, viu aquele negócio sobre o Irma? Ta com medo do dia 23? Ta sabendo que tem rua interditada, mas olha… vai almoçar que horas? Que horas chega em casa? Não esquece de ver aquele negócio pra mim? Escuta… você não vai falar comigo?



Eu não tô ficando louca perguntando tudo isso pra vocês. Isso é o que costumamos vivenciar dia a dia. Acontece comigo, com você, com ela ali, e aquela outra… entende?



Você sabia que a medida que escuta todas essas perguntas, a mente trabalha divagando tudo o que pretende fazer, como se ela fosse obrigada a dar respostas, e então… vem a ansiedade generalizada.

Porque fazendo ou não, você vai pensar em tudo como se precisasse de uma solução, vai delimitar o que precisa fazer hoje, e o que não vai conseguir. Você começa a partir daí ficar preocupada, estressada, ansiosa.

Ansiedade pra fazer tudo, ansiedade do tempo, e da folga, do trabalho e da saída.

Estar ansiosa, é estar agitada, irritada com o que pode ou não fazer durante o dia, é fazer o dia atribulado mesmo que ele já esteja todo programado sem possibilidade de erros. O ansioso desequilibra o controle que ele mesmo tem sobre si, sua vida e seus horários.

Calma meninas! Nós já nascemos sim ansiosas. Deveras! Mulheres!

Mas, tem que saber diferenciar o que é ansiedade comum, normal e saudável, do exagero; Este sempre virá de algum sintoma a mais que não irá conseguir te parar, é aí que entra a patologia.


Pra quê falar de Ansiedade?

A Ansiedade pode virar outros problemas bem conhecidos atualmente, como a depressão.

Além disso a insegurança e a ansiedade andam lado a lado, não entender como está fora do controle, não te faz enxergar pra onde isso tudo pode te levar.

Mas ser ansiosa não é um problema em si.

Normalmente nos afetamos com esse tipo de situação sem que para isso tenhamos qualquer tipo de insegurança, por isso, não basta entender o que pode ser demais, e sim o que pode acabar prejudicando seu organismo e te levando a outro patamar.


Mas e a ansiedade Generalizada – o que é?

Segundo Dr Drauzio Varella:


O transtorno da ansiedade generalizada (TAG), segundo o manual de classificação de doenças mentais (DSM.IV), é um distúrbio caracterizado pela “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva”, persistente e de difícil controle, que perdura por seis meses no mínimo e vem acompanhado por três ou mais dos seguintes sintomas: inquietação, fadiga, irritabilidade, dificuldade de concentração, tensão muscular e perturbação do sono.

Acha possível tratar isso em casa, sabendo que o dia a dia discorre praticamente igual com toda uma chuva de perguntas, respostas, divagações, expectativas?

Como se controlar, como não evoluir o problema estando nessa situação?

Segundo essa reportagem do site Globo, essa ansiedade vem aumentando:
A ansiedade generalizada é outra patologia que vem fazendo centenas de vítimas diariamente. O Brasil é o recordista na detecção deste problema, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Em Vilhena (RO), a cada 40 pessoas que procuram o Centro de Assistência Psicossocial (CAPS) diariamente, pelo menos 9 delas sofrem com alguma ansiedade grave.

Se vamos “pesar” as cidades e Estados, vamos pensar  a que ponto esta São Paulo, Rio de Janeiro!


Como posso diagnosticar isso?

Ansiedade é comum, faz parte de nossas preocupações e expectativas.

Não superar a ansiedade, não conseguir relaxar, e vir acompanhado de sintomas diários como enxaqueca, cabelo quebradiço, pressão alta, palpitações, irritabilidade, estresse excessivo e outros, á uma grande possibilidade de estar nesta patologia e a melhor forma de saber é passar por um médico.

A ansiedade generalizada não está sobre um assunto, ou situação, mas sobre tudo que acomete seu dia. Perceber logo o real problema é a chance de se cuidar antes que isso acabe com sua vida social, seu trabalho e até sua família.


Controle a ansiedade

O intuito é que veja em si mesma o que anda acontecendo com sua vida, e o quanto isso está te prejudicando.

Se a ansiedade não passa de fatos isolados e costumeiros, isso pode ser resolvido de outra maneira, por você!




Você precisa de tempo!

Precisa sim, você não é uma máquina.

Precisa de tempo, de descanso, de ir no banheiro sozinha, de tomar banho demorado se quiser, de ler um livro, de passear no meio da semana, de delegar funções a quem compartilha, do mesmo relacionamento, sem que isso pese pra você todas as tarefas do dia!

Você tem o direito a meditação, ao relaxamento, a se divertir, a descansar, a dividir trabalhos e tarefas do dia, a desabafar.


O que você pode fazer com o Tempo?

Ultimamente as pessoas pagam pra que alguém as ajudem a ter tempo, elas pagam para serem motivadas, elas pagam para maximizar a produtividade.


Não teria lógica todos esses fatores atuais, se controlássemos o tempo,  a ansiedade, a produtividade e o negativismo! Logo se um acarreta outro, não seríamos nós mesmos treinadores do bom senso?

  • O tempo de almoço diminuiu. Utilize o tempo para almoçar sabiamente; Você pode trazer de casa uma comida mais saudável?
  • Você pode optar por deixar o carro num lugar mais tranquilo e de igual modo caminhar um pouco, coisa que não faz durante o dia?
  • Você pode ouvir barulho de chuva, passarinhos e flauta no fone enquanto trabalha?
  • Você pode fazer a reunião num café, num parque?
  • Você pode tomar vitaminas? Deixar de ir a academia todo dia? Pode pular corda quando quiser?
  • Você pode ir para um happy hour ao final do dia?
  • O que te motiva mais?

Tem situações que dependem de você sair da caixinha. Tudo é muito cômodo, tecnológico e nada se modifica sem a sua vontade.

Controlar a ansiedade, a insegurança também é mudar hábitos, se livrar da “mesmice”, fazer “dias” diferentes, responder as perguntas sem problemas ou obrigação de fazê-las. 

Compartilhar situações, rir, brincar, não esperar sempre o pior, porque o pior só acontece quando você acredita que nenhum bem fará a diferença. A ansiedade é um mal dos dias atuais, temos que tentar dribra-la no dia a dia e não seguirmos todos para uma mesma patologia!!! 

Nós podemos fazer isso, fazer o dia diferente!

Sabe aquela história da luz no fim do tunel? Sempre tem, você só precisa estar com os olhos abertos para enxerga-la!

Beijos


Este conteúdo é original de PnC

+ Conteúdo

Arquivo

Mostrar mais