O Marketing do Gostei e não Gostei

Marketing do Gostei

Oi gente! Tão boas? Pensei em fazer este post enquanto estava usando aquele shampoo Seda terrível, e me lembrei que tem outro da mesma marca que é muito bom. 

Sabe de qual estou falando não é? Pode saber, ou não, mas é possível que esteja falando “entre dentes” o quanto detesta Seda! O famoso marketing do "não curti". Você não sabe, mas faz esse tipo de marketing o tempo todo e com tudo. É disso que quero falar hoje do marketing do gostei e não gostei.


Muitas vezes taxamos uma marca só de falar coisas ruins sobre ela. Nessa história de “gostei e não gostei” vamos levando à frente (no sentido de sair falando mesmo), “um” produto por “todos”, e no sentido negativo.

Agora vou formular uma pergunta e vai entender o sentido do que estou falando:

👉Você já falou mal de uma marca só por não gostar de um produto de uma linha? E somente por esse produto você nem quis mais testar nada? 

👎Se você respondeu “não”, parabéns! Você não se deixa levar pela péssima experiência de um produto, e continua testando outros produtos do mesmo fabricante;

👍Se você respondeu “sim”, já percebi que você teve experiências ruins com alguns produtos e depois não quis testar mais nada daquela marca.
Isso significa que mesmo que um fabricante tenha várias linhas adjacentes, você pegou “birra” de todos os produtos dele, e não só da linha que usou.



Quem faz o Marketing do Gostei?

Eu, você, minha mãe (🙌🙈Senhor!!!) e todo mundo. Todo mundo fala do que gosta, e mais ainda, tira foto com o produto igual artista de TV.

Se a pessoa tem facebook então, pronto!! O mercham ta feito. 

Faz cara de paisagem e com a influência na rede social com familiares e amigos esse produtinho ta feito!

Você fez o marketing do gostei pra todo mundo e quem ficou curioso com seu post lá no face ou insta vai querer experimentar. Se não, quando passar pelo produto no supermercado vai comprar e ainda dizer pra coleguinha que é bom sem ter usado! 


Não é assim que as blogueiras fazem o marketing do gostei? Sendo pagas ou não, elas têm total influência sobre o sobre os seguidores e pronto… mercham feito! 
💬Quando eu falo: Mercham feito, tem uma logistíca ai. Você fala do produto, a amiga compra, indica pra outra, que fala com os amigos na escola, e outra fala para os familiares, e depois o produto acaba sendo mais procurado e vendido. Basicamente, é isso. Funciona assim com tudo, celulares, receitas, dicas, etc. Claro que atualmente quem fica mais no facebook (os jovens) que acabam levando mais as ideias de produtos.

Quem faz o Marketing do Não Gostei?

Eu, você, minha mãe (🙌🙈Senhor!!!) e todo mundo.

Só que tem uma diferença grande aqui. Quando a mensagem é negativa, tu acaba com a empresa, e depende do que for, muita gente não chega nem perto mais daquele produto.

Por incrível que pareça o pessoal aceita mais seu “não” do que seu “sim”.😲

É assim… “gente, pelamooor… meu cabelo todo caiu com aquele shampozin do mercado!!!”.😱😱😭

Filha, tu vai comprar pra ver se cai mesmo?

O marketing do “não gostei” é uma desgraça na verdade. Porque, coleguinha, além de não comprar, as vezes nunca ter usado, tu vai falar mal pra outras pessoas!! 

É errado?

Não tem certo e errado nisso. Porque sabe aquela velha frase “ gosto não se discute” daí a “maria vai com as outras", é outra história. Compreende?

Não tem zelo, cuidado, só diz que me diz. E só não é viral um comentário ou assunto desse, se a pessoa não colocou uma foto com um tufo de cabelo na mão.

Criaturas, vocês nem sabem a causa, coisa, circunstância do negócio e já encasqueta a contar “prazamiga”

Tome conta Senhor!!!🙌🙈

A Marca que se Cuide!!!

É verdade. Tem marca que é ruim que é uma desgraça… mas eu, por exemplo, tomo o cuidado de não expor dessa maneira, até porque todos os cabelos não são como o meu! E quem sou eu pra falar que você não vai usar o que quiser? 

Então coloco características que de fato não foram boas, o que vai determinar, que para meu cabelo, "aquele produto" não foi favorável.

Agora, eu estou falando de mim, mas você já viu o que acontece no facebook, com seus amigos, pessoas na rua,  ou sua família?? Ninguém pensa nessa de que foi com o seu cabelo, ou que pode ser isso ou aquilo!
Quando alguém quer falar mal de um produto essa pessoa aumenta as características ruins.

Você deve estar pensando... nossa todo mundo faz maldade? Claro que não... Mas inconscientemente você quer que as pessoas acreditem no mal que o produto te fez e acaba divulgando pra todos a drog@ que foi usar tal coisa.

Não generalizando né gente? Não somos iguais, mas muitas vezes é dessa forma que as coisas acontecem, o bafafá, o "diz que me diz" e até os virais sensacionalistas. Cuidado com o que compartilha, tem muita coisa por trás de uma mensagem. Agora quando ela for verdadeira e com intuito de ajudar outras pessoas, daí sim, é diferente.

Igual o caso de ontem, sobre a morte por progressiva... aí a coisa é mais complexa, você especula com fundamentação, mas espera porque tem que ter uma investigação, tipo, esse produto que a moça usou tinha advertências? Não era clandestino? Foi batizado com formol? Qual a validade? Como foi o procedimento? Enfim... não se julga até que saia o laudo sobre tudo que aconteceu.

Não vamos deixar nunca de dizer o que gostamos ou não, mas ter a consciência que muitas outras pessoas nos ouvem é fundamental, pra não passar uma mensagem que possa vir a se arrepender depois.

Beijos meninas.

Este conteúdo é original de PnC