Oleos essenciais e Aromaterapia–A arte de curar corpo e mente.



Oi gente! Tão boas?

Vamos começar a partir de hoje uma série de artigos relacionados com Aromaterapia e seu verdadeiro valor na cura do corpo e da alma.

A arte da Aromaterapia é uma alternativa ou complemento para outros tratamentos médicos, podendo ser até uma alternativa de vida.  

Antigamente quem ouvia falar sobre o assunto? 

Isso era falado como algo sem tanta importância, ou menos verdadeira, sem a mesma confiabilidade que um remédio para dores de cabeça, ou um calmante, no momento atual a aromaterapia não esta presente só em algumas aulas de Yoga, agora quem quiser levar sua vida em meio aos aromas que a própria natureza cria pode até fazer um curso online! Tudo uma questão de viver a vida dentro de suas limitações e com o que ela pode oferecer.

Nosso olfato pode mesmo mudar nossas vidas então, a extração do óleo das plantas, de vários lugares da planta, caule, haste, folha… é livre de qualquer química, nem é transformada ou modificada da sua pureza essencial , o cheiro puro ou adicionado a água e outras receitas pode, pela ciência aromacologica (estuda o efeito dos aromas na mente humana), afetar o comportamento do homem de forma intensa, é como se juntasse farmácia, psicologia, homeopatia, biologia tudo num mesmo vidrinho, este por sua vez, sem bula, sem contra-indicação, mas com dever de ser dosado ou seu uso abusivo pode trazer reações negativas, não tem tempo de tratamento, somente o bem estar da pessoa.

Nesta arte, de cheiros, o uso de óleos essenciais, em massagens, compressas, receitas, traz a paz a quem não tem, a cura para males da alma, do espaço, da mente… do corpo? Sim, do corpo também, e vou abordar aqui toda sexta uma receita, um jeito, uma maneira de poder ser feliz sentindo cheiros. Sem entrar na questão do que os aromaterapeutas pensam sobre quem estuda a aromacologia, senão a gente vai entrar numa sala de aula, e a intenção é resumir o que ainda não é conhecido, para alguns, ou mito para muitos…

Esse estudo geral dos óleos essenciais e seus derivados, unindo diferentes fontes de saber, tais como a farmacologia, a antropologia médica, as medicinas tradicionais, a química, a clínica, a fitoterapia, etc, desenvolvem novas aplicações e entendimentos para o uso dos óleos em doenças fisicas, como fadiga, insônia, acne, cabelos, estresse…

Quem já me acompanha aqui no blog sabe sobre minha sensibilidade com cheiros, as vezes perfumes fortes e até de algumas plantas, outras vezes produtos químicos, e quem disse ainda que quando envelhecemos começam a surgir alguns problemas, isso é verdade, hoje tenho reação ao cheiro da Agua Sanitária, recentemente fiquei 3 dias de cama com fortes enxaquecas e náuseas após limpar o banheiro da minha casa com o uso do produto, não consegui ficar no computador e até comentei aqui , uma tampa deste produto jogado no quintal já acarreta dores fortes na cabeça seguida de enxaqueca.

Ter esse tipo de sensibilidade aflorada, me fez procurar esse mundo de aromas, porque se algumas químicas me derrubam, outras coisas me levantam, me erguem e deixam meu dia totalmente prazeroso, isso eu consigo com perfumes, cosméticos e óleos essenciais.

E antes de partilhar com vocês este aprendizado quero que pensem antes, que o uso de óleos essenciais mesmo com todos benefícios que podem ofertar as doenças físicas não descarta um tratamento com médico clinico. É um sistema complementar da medicina e não pode ser usado como único tipo de tratamento.

Tenho muito o que falar…
Beijos