Sobre petrolatos e Cronograma Capilar.


O que não pode usar no cabelo

Oi gente! Tão boas?

Em 3 dias de grupo lá no facebook eu já tô doidinha com as dicas das amigas… Muita dica boa, e muitas dúvidas…
Vou colocar o meu ponto de vista como faço em tudo por aqui, o que acho, o que penso e como indico fazer.

Em primeiro lugar você não precisa ser rica, nem comprar produto importado, mas se gasta quase R$200,00 seja com coloração ou progressiva com certeza vai ter alguns produtinhos em casa para fazer a manutenção do seu cabelo, e é ai que você monta o seu cronograma, e primeiro, separando em casa os produtos que você tem.

Que produto usar? Pesquisei sobre cronogramas, em sites amigos, orkuts e fóruns, amigas e parceiras aqui do blog, algumas não se preocupam tanto com a composição dos produtos utilizados, outras separam os produtos sem alguns componentes, e tem gente que segue a dica do que vê na internet e procura “produto pra hidratação” e vai lá e compra ou pega em casa mesmo o que pode ajudar a ficar com os cabelos mais bonitos.

Independente dos produtos e dos componentes dele “sempre vai ter os dois lados da moeda”, o cronograma exige uma sequência de tratamentos, como dar ao fio o que ele precisa na hora que ele precisa, ou seja, hidratar , nutrir e reconstruir a fibra do cabelo, e prova de que da certo é que muitas fazem o cronograma e tem o cabelo saudável e perfeito! É isso que todas nós queremos.

Depois de saber disso tudo fui separar meus produtos.

Componentes, precisa ver?: Eu não vou deixar de ler na composição se o produto tem os ativos que fala, proteínas, oleos, etc… 

Lembrando que fica a critério da pessoa como quer fazer o cronograma, abolindo alguns componentes ou não, elas não estão erradas… é um modo de vida, tem que ser da sua vontade o seu modo de vida mais feliz.

Como ainda tinha dúvidas sobre o rótulos e embalagens dos produtos perguntei a química: Como posso saber se o produto tem uma quantidade de ativo significante pra ter efeito no meu cabelo?

A opinião da química sobre os componentes:  “Lucy, você da a dica, mas eu não posso dar dica, só a teórica e a prática que sei dos componentes químicos pelo meu estudo”. E eu disse: ta certa, o que puder ajudar a gente, todas nós agradecemos
“Lucy, não há legislação específica que obrigue o fabricante a colocar na composição do produto, em ordem de grandeza, na frente o ingrediente que mais contém e no final o ingrediente que menos contém. Entre os formuladores existe sim uma sugestão de que assim o faça mas ninguém faz isso porque seria mais fácil da concorrência te copiar. Então fique atenta! O único jeito de saber se tem mesmo muito ou pouco de certa matéria-prima é mandar analisar o produto. Como isso é inviável, só compre produtos de marcas confiáveis. Quem faz cosmético bem feito não precisa contar história pra vender, basta usar. Nem precisa falar nada, use e comprove você mesmo. Abra os olhos!!!!
Juntando tudo isso minha gente… É simples, vamos separar os produtos hidratantes, dos nutritivos e reconstutores utilizar marcas confiáveis,  pra fazer nosso tratamento no cabelo.

As amigas do grupo fazem de uma maneira bem fácil pra quem quer começar: hidratação na semana e nutrição no fim de semana, e a reconstrução a cada 15 dias.

Agora vou fazer um post com produtos hidratantes que ja usei e são recomendados pelas amigas também e vão saber diferenciar os hidratantes dos produtos nutritivos.

Beijos