A queratina nas mascaras de reconstrução. Qual tem mais valor?

A queratina nas mascaras de reconstrução. Qual tem mais valor?

Oi gente! Tão boas?

O cabelo é composto por proteínas que chamamos de queratina, a queratina são aminoácidos interligados formando entre si correntes peptídicas, e esta são na verdade a união destes aminoácidos.

Significa assim, pra cabelo, aminoácidos, queratina são palavras mágicas, quando unidas com proteínas (como proteína do trigo, seda, etc) numa mesma composição e sendo esta de alta concentração de ativos, a palavra é: Tratamento Reconstrutor.

Quando falamos em tratamento reconstrutor, estamos falando de cabelos sensíveis e porosos, danificados e frágeis, ressecados e com falta de massa capilar.

A reconstrução é muito mais do que obtemos numa simples hidratação, porque o cabelo precisa de um “tico” disso todo dia, nesses tipos de cabelo que citei, e nem todas as mascaras possuem queratina suficiente pra fazer uma reconstrução capilar de imediato.

Como diferenciar?

Não temos bola de cristal! Nem de produto e muito menos da concentração de queratina nas mascaras, mesmo sabendo que uma mascara vem com queratina como principal ativo (e a empresa cumpre seu papel de colocar a concentração na ordem), o valor, a porcentagem desse ativo na mascara quem sabe??? Pode ser 0,1% e não ter valor nenhum pra mascara aquele ativo, ou ser mais potente unido a emulsificantes e bla bla bla… por isso que muitas vezes ha uma certa discordância entre mascaras e tipos de cabelos, o que leva em conta também os danos, assim, depende da mascara e dos danos no cabelo, e pode com CLAREZA ficar melhor em um cabelo e no outro não.

O óbvio.

Queridas, anotem isso… uma mascara comercial vendida em larga escala (mercados e supermercados), com o rótulo “reconstrução capilar” vai fazer para seu cabelo uma possível reparação, com a segurança de qualquer pessoa utilizar aquele produto, e não ficar com o cabelo duro. Ou seja, a ANVISA mentiu deixando uma mascara ser vendida como reconstrução capilar? Não. Mas o tratamento vai ser feito progressivamente, a medida que o produto é usado e conforme os danos que a pessoa tiver no fio.

Assim mascaras de tratamento para reconstrução como Dove, TRESemme, SEDA não vão reconstruir na primeira aplicação mas conforme indica o fabricante na própria embalagem, usando a "tantos" dias por semana. E isso ainda é muito relativo, porque se seus danos forem poucos, seu cabelo sempre tratado, o reparo é certo, se o seu cabelo é transformado sempre por qualquer tipo de química só uma mascara dessa não da conta de preencher tudo que seu cabelo precisa.

Uma mascara de reconstrução capilar profissional ou mesmo importada (caso da L’anza, Schwarzkopf, Nectar, K, Pro, etc) pode te dar um resultado na primeira aplicação, porque a empresa que vende produto para o PROFISSIONAL precisa dar a ele no seu trabalho, resultado imediato e não a longo prazo, sendo assim, a queratina tem alta concentração além de outros ativos e é visível a percepção do fio endurecido pelo próprio cliente ou consumidor que utilizar uma mascara assim, claro que citei as que já testei como tratamento reconstrutor.

Tem marcas que chamo de intermediária, seu valor já se diferencia das mascaras comerciais e seu tratamento é mais do que uma mascara comercial e menos do que uma profissional, são muito conhecidas por vocês (Amend, Bio Extratus, Acquaflora),  porque é aquele tratamento um pouco mais potente, com mais ativos que podem fazer tratamento em menos tempo, seu publico é direcionado as lojas de cosméticos, aonde também tem-se a visitação de profissionais.

Quer dizer o que com tudo isso?

Uma mascara comercial para reconstrução se usada até 2 vezes por semana não trará prejuízos para um fio com danos, pelo contrário, pode ser mais vantajoso do que deixar só para usar uma vez na semana.

Uma mascara capilar profissional dependendo do tipo de fio a que é destinada, e sua relevância nos ativos e descrição do fabricante pode ser usada tanto 1 vez por semana (com danos de química) como a cada 15 dias.

Em primeiro lugar é preciso identificar o que seu cabelo precisa, como ele esta agora, o cabelo tratado e com poucos danos pode garantir bom tratamento com mascaras de mercado, o cabelo que já exige atenção por quimica, se tratado pode ter bons resultados com mascaras intermediárias, um cabelo muito danificado, extremamente poroso e com falta de massa, vai ter melhores resultados com tratamento profundo de profissional, no salão ou direto da fábrica pra sua casa!

Por isso ainda surge dúvidas sobre reconstruções e queratinas.

E as ampolas de queratina?

Vale acrescentar numa mascara barata? Vale usar só ela pra reconstruir, preciso mesmo usar isso?

Vou deixar tudo preparado amanhã!

Beijos