Alopecia também acontece em Mulheres!

Oi gente! Tão boas? Acabei de ver que o post que tenho sobre isso (Alopecia também acontece em Mulheres!) é datado de 2010, muito antigo pra tantos problemas que enfrentamos com essa história de queda capilar. Problemas que atacam diretamente nossa auto estima e com isso nossa qualidade de vida.

Alopecia também acontece em Mulheres!

Pra quem acha que “queda de cabelo” é frescura ou exagero de quem tem, é porque não sabe como afeta indiretamente o organismo, tanto que é questionado seu real problema com a saúde através do seu modo de vida e estilo, cada fator em sua rotina capilar e seus hábitos alimentares é relevante para o diagnóstico dessas doenças que afetam o fio de cabelo causando a queda capilar.

Saiba Mais:

Vamos atualizar com uma matéria bem legal do mestre em tricologia V. Bedin (Tricologista e colunista da Cosmetics & Toiletries), nada melhor pra contar a coisa toda senão quem mais entende do assunto.
A alopecia androgenética (AAG) é uma condição genética comum de queda dos cabelos, produzida pela ação dos andrógenos circulantes. É caracterizada pela perda e pelo afinamento progressivo dos cabelos, geralmente acompanhado de recesso bitemporal anterior dos folículos pilosos no couro cabeludo. No homem, a popular “calvície” é geneticamente determinada; na mulher, além do fator genético, associa-se também à presença de endocrinopatias androgênicas, a fatores nutricionais, como a carência de ferro e zinco, e a fatores ambientais.
É meninas, mas carência de vitaminas não se faz comprando suplementos e tomando, por isso é preciso diagnóstico certo. Fatores ambientais e genética é um capitulo a parte, possivelmente pode conseguir minimizar o problema e achar alternativas quando o assunto é mais sério, mas é coisa que não da pra esperar pra ser diagnosticado porque o uso de vários cosméticos, químicas pode agravar o problema.
Os cabelos são estruturas proteicas dependentes de nutrientes. Quando algum destes está faltando, a pessoa pode ter algum tipo de problema com seus cabelos. Eles podem cair, podem não nascer ou podem ficar frágeis e quebradiços. Às vezes, podem mudar de aspecto, de textura e até de forma (ficar mais lisos ou mais encaracolados).
Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, a vitamina A não entra na composição dos cabelos. As vitaminas mais importantes para os cabelos são aquelas do grupo do complexo B. Portanto, alimentos que contenham essas vitaminas são sempre bem-vindos, como o leite e seus derivados e a maioria dos vegetais.
Com relação aos nutrientes derivados dos sais minerais, temos o ferro, encontrado nas carnes vermelhas, no feijão e em alguns vegetais verde-escuros, como brócolis e couve, e o zinco, encontrado nos frutos do mar, como ostras e mariscos e o cobre, e no chocolate amargo.



Força no feijão meninas!!

Tem mais aqui:
A matéria não esta na íntegra, até porque nomenclaturas e nomes de tipos de problemas que causam a calvície, ou a queda excessiva, só aumentariam nossas dúvidas, que nesse caso, devem ser esclarecidas com profissional especializado no assunto, seu médico.

É legal entender que o problema da queda pode ter vários fatores, as vezes ligados entre si, e nem tudo que a gente pensa que vai funcionar, funciona, caso da vitamina A, que Bedin explica que a vitamina B é que tem mais força nesse tipo de problema.

Mesmo que tenha diversos assuntos relacionados ao titulo do post a conclusão será só uma, consulta seu médico.

Beijos
Este conteúdo é original de PNC: Alopecia também acontece em Mulheres!