5 Cuidados na Hora de Trocar a Química dos Cabelos.

Trocar a Química dos Cabelos


Oi gente! Tão boas? Nem toda duvida é esclarecida quando a coisa é química progressiva no cabelo, tem informação demais, dúvidas demais acerca desse assunto e as pessoas acabam cada dia mais desconfiadas. E cada dia menos sem as informações necessárias: 5 Cuidados na Hora de Trocar a Química dos Cabelos.


No blog há uma porção de comentários referentes a hora de trocar a química dos cabelos. E o maior problema meninas, é que a maioria, não sabe qual foi a química que usou anteriormente, então… como saber se é compatível a química anterior com a nova?


Saiba Mais aqui:


Qual é o Tipo da Química?

Vamos lembrar lá daquela nossa pesquisa sobre atendimento do profissional, e ENTENDER que precisamos saber qual tipo de química o profissional pode oferecer. Certo? 

E essa química, sem danos, sem quebras e com segurança, pode se apresentar com o nome de selagem, botox  o profissional ou qualquer outro. 


A importância pra você é saber o que estão fazendo no se cabelo e identificar o produto. Seja este alisamento temporário ou tratamento, e esclarecer, se for química, qual o ativo químico que vai alisar o cabelo temporariamente.

Sabendo qual química fez no cabelo, fica mais fácil identifica-la ao profissional caso faça em outro salão meses pra frente. Se não sabe, o profissional com certeza, em base de diagnóstico fará o teste necessário de compatibilidade.


Leia também:



Cuidados: Pra Trocar de Química


  • 1- Peça sempre ao “novo” profissional um teste de compatibilidade. Isso é indispensável para trocar a química dos cabelos. Até mesmo se tem coloração no cabelo, é a sua segurança, além do teste de mecha, teste de resistência;
  • 2- Não acredite em imagens, elas são ilustrativas em muitas matérias, folders, etc. Assim como coloquei essa imagem no post. Acredite em “antes e depois” e o tipo de cabelo. Pegue referências de quem já fez a química que quer fazer, como foi o procedimento, converse com pessoas sobre o que deseja fazer. Pesquise, converse com seu profissional se sua intenção é mesmo trocar químicas, ou se algum tratamento pode garantir o efeito que deseja;
  • 3- Shampoo antirresíduo retira até 20% da química. Porém se pensa em usar para favorecer a rapidez para trocar a química dos cabelos, saiba que, o uso constante desse shampoo pode causar extra ressecamento. É preciso profissional habilitado pra indicar o melhor a ser feito no cabelo conforme diagnóstico; 
  • 4- Tem prazo pra fazer retoque de raiz da progressiva, acontece quando a raiz começa a crescer, é a parte virgem do cabelo. O correto é que seu cabelo esteja virgem pra trocar de progressiva para alisamentos, ir cortando e retirando a parte do cabelo com química, e mesmo que decida fazer, garanta o teste de compatibilidade pra garantir que o cabelo esteja apto a receber a química;
  • 5- Mesmo progressivas de caixinhas que são vendidas em supermercados tem restrições e incompatibilidades com colorações, descolorações, oxidantes, o teste de mecha é o que garante a segurança do procedimento sem quebra de cabelo;


E vamos separar as coisas assim, os alisamentos definitivos, por incrível que pareça quase não tem dúvidas de quem os faz. Não se tem uma reclamação aparente sobre os procedimentos definitivos. 

A progressiva, não. É um mar de duvidas, porque muitas delas tem restrições com outras químicas, e com o estado do cabelo, e depende do profissional a identificação das restrições com seu cabelo.

Se tem o cabelo virgem e pensa em fazer algo do tipo acredite, pode dar certo, mas precisa pesquisar e se informar sobre todas as possibilidades do procedimento, antes, durante e até depois, sua arma contra problemas no fio é a informação, se informe.

Beijos

Este conteúdo é original de PnC - Post Atualizado 18/04/2018